RSS

FBN | 20 de setembro de 1827: é lançado O Espelho Diamantino

blogdabn

Há 190, começou a circular no Rio de Janeiro, O Espelho Diamantino, primeiro jornal brasileiro direcionado ao público feminino. O periódico circulou entre 1827 e 1828 apresentando artigos diversos de política, ciências, artes e moda. Além disso, o jornal levantava o debate sobre o papel das mulheres no Brasil recém-independente.

o espelho diamantino O Espelho Diamantino : Periodico de Politica, Litteratura, Bellas Artes, Theatro e Modas dedicado as Senhoras Brasileiras. Ano 1827Edição 00001. [Acervo Hemeroteca Digital] Acesse a primeira edição do jornal através do link: http://memoria.bn.br/DocReader/700312/1

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Ver o post original

Anúncios
 
 

FBN | 20 de setembro de 1902: é lançado o semanário ilustrado O Malho

blogdabn

Há 115 anos, foi lançado o semanário ilustrado O Malho, de sátira política. Chegou a tirar 30 mil exemplares por semana e foi o pioneiro na utilização de cores nas páginas internas. Empastelado durante a Revolução de 30, reapareceu em 1935 como revista noticiosa e literária.

o malho O Malho. Ano 1902Edição 0001. [Acervo Hemeroteca Digital] Acesse a primeira edição do semanário através do link: http://memoria.bn.br/DocReader/116300/1

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Ver o post original

 
 

FBN | 14 de setembro de 1833 – fundação do jornal “O Homem de Côr”

blogdabn

O tipógrafo Francisco de Paula Brito funda “O Homem de Côr”, primeiro jornal brasileiro a lutar contra a discriminação racial e por maiores possibilidades de ascensão social dos “homens de cor”, mas ainda sem abordar de frente a escravidão. A livraria e tipografia de Paula Brito, situada na Rua da Constituição, no Rio de Janeiro, era ponto de encontro de intelectuais.

o homem de cor O Homem de Côr. Ano 1833Edição 00001. [Acervo Hemeroteca Digital] Pesquise mais sobre o periódico acessando nossa Hemeroteca Digital: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Ver o post original

 
 

FBN | 12 de setembro de 1854 – criação do Instituto Benjamin Constant

blogdabn

bjmin-cstnt Instituto Benjamin Constant. Revista da Semana. 17/10/1956.

Criado por D. Pedro II em 12 de setembro de 1854, por meio do Decreto Imperial n° 1.428, o Instituto Benjamin Constant (IBC) só foi inaugurado, solenemente, no dia 17 de setembro do mesmo ano, na presença do Imperador, da Imperatriz e de todo o Ministério, com o nome inicial de Imperial Instituto dos Meninos Cegos. (Fonte: Instituto Benjamin Constant).

A Biblioteca Nacional homenageia o aniversário da instituição resgatando uma fotografia originalmente publicada na Revista da Semana, edição de 17 de outubro de 1956.

Para acessar a publicação, visite: http://memoria.bn.br/DocReader/025909_03/16208

Para conhecer mais sobre o IBC, acesse: http://www.ibc.gov.br/

‪#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Ver o post original

 
 

FBN | 7 de setembro de 1873: lançamento do jornal O Sexo Feminino

blogdabn

Em Campanha, no Sul de Minas, a professora Francisca Senhorinha da Motta Diniz lança o jornal O Sexo Feminino, pioneiro na defesa da emancipação feminina: “O século XIX, século das luzes, não se fundará sem que os homens se convenção de que metade dos males que os apprimem é devida ao descuido, que elles tem tido da educação das mulheres, e ao falso supposto de pensarem que a mulher não passa de um traste de casa (…)”.

o sexo feminino O Sexo Feminino. Ano 1873Edição 00001. [Acervo Hemeroteca Digital] Para ler o jornal na íntegra, acesse: http://memoria.bn.br/DocReader/706868/1

Pesquise outras edições de “O Sexo Feminino” em nossa Hemeroteca Digital: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Ver o post original

 
 

FBN I 7 de setembro de 1822: D. Pedro proclama a Independência

blogdabn

7 de setembro Correio do Rio de Janeiro. Ano 1822Edição 00003. [Acervo Hemeroteca Digital] Embora proclamada no dia 7 de setembro de 1822, a primeira notícia na imprensa oficial sobre a independência foi publicada no dia 21 do mesmo mês em edição extraordinária do Jornal Correio do Rio de Janeiro, edição 0003.

No mesmo jornal, encontra-se o edital/decreto assinado por José Bonifácio, alertando para cautela em condutas contrárias à Independência e ao mesmo tempo, anistiando eventuais opositores.

A manchete do jornal dizia:

“Está inteiramente rasgado o véo do Misterio! Assim o pedia a honra de todos os Portuguezes do Brasill, a sua Liberdade, a sua futura grandeza, a Gloria do Seu Primeiro Cidadão do Seu primeiro Imperador , do Primeiro dos Principes, do Immortal Pedro!!!”

Leia na integra a edição extraordinária do Jornal: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=749370&PagFis=593

Pesquise mais sobre a Proclamação da Independência do Brasil nos periódicos disponíveis em nossa Hemeroteca Digital: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional #IndependenciaDoBrasil

Ver o post original

 
 

Brasiliana Fotográfica | Novos acervos: Casa de Oswaldo Cruz / Fiocruz

blogdabn

fiocruz 3 Expedição do Instituto Oswaldo Cruz ao Amazonas e Acre: Margem do rio Purus, 1913. Rio Purus, Amazonas / Acervo Casa de Oswaldo Cruz

As imagens aqui apresentadas integram o acervo histórico da Fundação Oswaldo Cruz, instituição de referência internacional na área das ciências biomédicas e cuja trajetória encontra-se intrinsecamente relacionada à formulação, planejamento e execução de políticas públicas de saúde no Brasil. Este acervo encontra-se sob a guarda da Casa de Oswaldo Cruz, unidade da Fiocruz e centro de pesquisa e documentação dedicado à memória, à história das ciências biomédicas e da saúde pública e à educação e divulgação em ciência e saúde.

fiocruz 1 J. Pinto. Curso de Aplicação do Instituto Oswaldo Cruz, 1931. Rio de Janeiro, RJ / Acervo Casa de Oswaldo Cruz

As origens da Fundação Oswaldo Cruz remetem ao Instituto Soroterápico Federal, criado em 1900, no bairro de Manguinhos, no Rio de Janeiro, com o objetivo de produzir…

Ver o post original 118 mais palavras

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: