RSS

07 maio

Ai, gente… Começou minha onda de pessimismo… Tudo bem, eu não achava mesmo que a primeira editora iria aceitar publicar o meu primeiro livro. Quer dizer, bem lá no fundo eu ainda acho, sim. Não se alarmem, ainda não recebi resposta – positiva ou negativa – da editora para a qual enviei meus originais. A única informação que tenho é do site dos correios. Meu número de rastreamento acusa que o objeto foi entregue no dia 15/04/2011, um dia após ser postado.

As normas da editora avisam que há um prazo de até 60 dias para responderem ao autor. Isso significa mais um mês e alguns dias de sofrimento. Como eu vou sobreviver? E o pior: a editora acaba de lançar um livro misturando vampiros, bruxas e demônios. Não que Sangue Azul tenha o mesmo tema, mas passeia por esse universo. Aliás, eu contei a vocês sobre o que é Sangue Azul?

Em primeiro lugar, é preciso dizer que amo ler. Sou viciada em ler. Magia me fascina desde pequena, e sempre sonhei em ter nascido bruxa, mesmo antes de ser totalmente arrebatada por Harry Potter. Aventura e mistério também sempre me encantaram, especialmente aqueles livros que parecem roteiros de filmes, capazes de levar a imaginação a produzir nossas próprias mega-produções em nossas mentes, e nos tiram o fôlego. Para completar o vício, os romances. Esses sempre me pegaram pelo pé. De Jane Austen a outros menos aclamados pelos críticos literários, diversas histórias me fazem suspirar. É isso: magia, aventura, capa-e-espada, resgates, mocinha em perigo (com a atualização “mocinho em perigo”, afinal estamos no século XXI), mistérios, lógica, mitologia e beijos. E de preferência, finais felizes. É a mistura do meu caldeirão, com o perdão da analogia: tentar construir um daqueles livros que nos fazem virar a noite para chegar ao final e colocar um fim à ansiedade; apenas para dar início a tristeza de ter acabado de ler. Esses, para mim, são os melhores. O ápice do vício? Ficar lendo e relendo as partes favoritas. Elementar, meu caro Watson!

Isso posto, apresento-lhes a personagem principal: Olívia Spenser. E isso é tudo que posso contar sobre ela, sem o risco de estragar toda a história. A graça é descobrir junto com ela os segredos de um mundo inteiramente novo. Tudo bem, tudo bem…

Sangue Azul

Olívia Spenser era uma garota comum, que sofria por não se encaixar em lugar algum. Ou ao menos era o que pensava. Mas a jovem de vinte anos verá seu mundo virar de ponta cabeça ao conhecer Nicolas, e descobrir que ele e o mundo à sua volta não são o que parecem ser. Nem aquilo que julgava conhecer tão bem, sua família, nem ela mesma. E aceitar esse novo universo de vampiros, elfos, feiticeiras e criaturas fantásticas que ela julgava existir apenas nas páginas dos livros não será o mais difícil. O grande desafio será abrir mão desse novo mundo do qual ela passará a fazer parte. Acompanhando as maravilhosas descobertas de Olívia e o verdadeiro começo de sua vida, um grande perigo rondará, e uma profecia cairá como uma bomba em sua felicidade. Depois que tudo tomar uma nova forma e ganhar um novo sentido, ela terá que treinar habilidades e lutar com todas as suas forças para defender aqueles a quem ama, e seus novos amigos de um inimigo cruel. Fugas, batalhas, descobertas de poderes e enormes sacrifícios serão feitos em busca do equilíbrio entre o bem e o mal. E em busca de um mundo onde o verdadeiro amor possa viver em paz.

 
 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: