RSS

Arquivo mensal: novembro 2011

Imagem

discoverynews:

life:

If you are a lutraphobic this picture will absolutely terrify you…

There are more phobias in the world — phobias that might seem comical or fictional, except to those who suffer from them — than are dreamt of in your (or our) philosophy, dear reader.

Let us introduce you to the world of rare, unusual phobias.

This photo terrifies me and I don’t even know what a lutraphobic is.

 
 

 
 
Imagem

Feliz 176o Aniversário, Mark Twain!

 
 

Reblog if you are a wizard or a witch

witbeyond-measure:

spell-check:

alittlethingcalledswag:

1.4 million wizards on Tumblr!

1.4 MILLION WIZARDS ON TUMBLR

image

ALMOST 2

2 Million!

2.7 Million

Almost 3 Million!!!!

4 MILLION!!!!

LET’S GET THIS TO 5 MILLION!!

Let’s get 5 million!!!

REBLOG THE SHIT OUT OF THIS IF YOU’RE A WIZARD OR A WITCH.

Almost 5 million!

 
 
Galeria

anorie:

SMOOOOOOOOSH. 

I love Belugas. This is one reason.

 
 
Link

Como saber se seu filho será um vilão em 9 segundos.

 
 
Imagem

vintageanchor:

“A good Booke is the precious lifeblood of a master spirit, embalmed and treasured up on purpose to a life beyond life.”

—John Milton

 
 

P.S. – Vamp!

Mencionei os sofríveis efeitos especiais, mas não vamos cobrar muito, afinal a novela foi feita há 20 anos. E esqueci de comentar os figurinos sensacionalmente bizarros! Destaque para o traje de batalha de Vlad, com cotas de malha, coroa de pontas e caveiras, espada… Tudo adornado por uma singela tanguinha de crochê preta. Fico devendo a foto.

 
 
Link

Vamp e sua versão de Thriller

 
 

Vamp!

Depois de algum tempo sem escrever, a atualização das reblogagens foi feita! Agora já é hora de postar alguma coisa original.

Com os planos acerca de Sangue Azul caminhando a passos um pouco lentos, resolvi escrever sobre uma de minhas referências de infância: Vamp.

Lembro de idolatrar a novela, de comprar aqueles hediondos dentes plásticos de vampiro e usá-los ininterruptamente. Até tentei comer com eles….

Da primeira vez que Vamp foi ao ar, eu tinha 5 anos. Provavelmente minhas lembranças se referem às outras duas exibições da novela, alguns anos mais tarde. O fato é que desde então, passei a gostar de vampiros. E dos elementos misturados sem qualquer problema político-religioso. O melhor exemplo: Padre Eusébio une-se a seu amigo Pai Gil (do Candomblé, e que joga búzios), e à bruxa do bem Jezebel para combaterem as forças do mal. Ninguém julga que a crença do outro é inferior, ao contrário. Cada elemento do bem que aumentar suas forças com mais amigos do bem. Qualquer um que seja do bem. Acho que é uma lição de vida mais importante do que possamos imaginar…

A influência de Vamp foi tanta, que me rendeu apelidos. Quem me conhece sabe que tenho vários deles, e que a maior parte nada tem a ver com meu nome. Dois deles, usados por minhas irmãs até hoje, é Bi (para uma) e Bê (para outra). E de onde surgiu? De Vamp!

Um dos personagens mais sensacionais era o de Otávio Augusto: Matoso. Junto com Mary Matoso (Patrycia Travassos – espero que a grafia esteja correta…) e Matosão (Flávio Silvino), formavam a parte mais engraçada e genial da novela. Se o elenco em si já era maravilhoso e despretensiosamente brilhante, esses três eram os favoritos. Enfim, a palavra que Matosão utilizava como “vírgula” era bitcho. Passei a utilizar uma derivação – bitcha – com semelhante frequência. O primeiro apelido foi, claro, Bitcha. A evolução para Bi e Bê ocorreu naturalmente, e tem sido assim nos últimos (ai, essa conta me mata!) 22 anos.

Ainda sobre o elenco: Ney Latorraca deve ter tido toda a liberdade para filmar. Jorge Fernando provavelmente o deixou muito à vontade para criar, como se pode perceber em diversas cenas. É fácil perceber os atores tentando segurar o riso e o clima tenso de algumas tomadas. Destaque para a recriação de Thriller, de Michael Jackson, na cena em que o todo poderoso vampirão Vlad acorda os mortos no cemitério da cidade. Também haviam os mortos-vivos descoordenados nas laterais e no fundão…

Quando um canal a cabo prometeu a reprise, surtei. Nem os efeitos especiais medonhos nos afastaram do propsósito de rever minuto por minuto. Eu e meu marido passamos todos esses meses com o HD lotado de capítulos gravados, para não perdermos nenhum. Pena que não consegui viciar minhas sobrinhas… Então, agora que a novela está na reta final, já era hora de dividir minha paixão. Espero que muitos de vocês caiam de amores por esses vampiros nada sérios, e maravilhosos. Deixo no blog o vídeo de Thriller, e a torcida para lançarem todos os capítulos em DVD.

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: