RSS

Arquivo mensal: junho 2012

blogdabn

Encontro de presidentes da FBN, da Funarte e de autores marca o lançamento das Bolsas de Criação e Circulação Literária

Uma cerimônia na tarde de ontem (28/6) marcou o lançamento dos editais das Bolsas de Criação e Circulação Literária. Fruto de uma parceria entre a Fundação Biblioteca Nacional (FBN/MinC) e a Funarte, a iniciativa foi anunciada nos jardins do prédio-sede da FBN. Ao todo, serão R$ 1,25 milhões investidos na forma de incentivos à literatura nacional. No evento, Galeno Amorim, presidente da FBN, recebeu Antônio Grassi, presidente da Funarte. Ambos falaram sobre a importância do programa para o fomento da produção de literatura no Brasil.

Ver o post original 421 mais palavras

Anúncios
 
 

Abolição da Escravatura

124 anos da Abolição da Escravatura. É isso aí, Princesa Isabel!

Lei Áurea

Dona Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bragança e Bourbon – Princesa Isabel, a Redentora

Imagem de A. L. Ferreira registrada no dia 13 de maio de 1888, a “multidão em frente ao Paço” no momento da notícia…

Camélia, a flor símbolo do abolicionismo.

Para saber mais sobre as camélias e o abolicionismo: “As camélias do Leblon e a abolição da escravatura“, por Eduardo Silva (Casa Rui Barbosa).

 
 

Tags: , , , ,

As bibliotecas dos ricos e famosos

Best of Book Riot: Libraries of the Rich and Famous

Today is Book Riot’s half-birthday–that’s right, we’re six months old today. To celebrate, we’re running our ten most popular posts today. Hope you enjoy and thanks for reading Book Riot! This two-part post ran on March 14 and 21, 2012

____________________________

As I’ve been unpacking boxes and realizing that I don’t even have enough bookshelves to put my books on, I decided to torture myself and look at homes of people who can dedicate an entire room to being a library (most likely with the help of an uber-expensive designer to organize and make it look scrumptious). Would you like to be tortured too? Brace yourself…

Karl Lagerfield’s Personal Library: Not as cozy as I would pick for my own, but I would pay money to look through those titles… that’s a LOAD of books, folks! Aren’t you the least bit curious what is on those shelves?

*****

Diane Keaton’s Personal Library: Loving the lighting, loving the colors, the writing on the wall is pretty cool — but where are the chairs? I like to be able to sit down while perusing (or reading, for that matter). 

*****

Woody Allen’s Personal Library: Although I’m highly disgusted when someone marries their daughter (please, people… he helped raise her – adoptive/step-daughter/what-ever-kind-of-name-you-put-in-front-of-the-word daughter equals daughter), his library rocks. It’s comfortable, cozy, and old-school east coast-looking; love it. 

*****

Keith Richards’ Personal Library: This is a sweet personal library, but really… what did we expect from Keith Richards. I would really like to know what he has on his shelves. 

*****

William Randolph Hearst’s Library: This is a dream of a library.  If it was mine, I would invite all of my friends over and we would have a big library party; everyone would be offered something to nosh on and then instructed find a place in the room and be super quiet while we all enjoyed devouring the books. Rocking party, I know… that’s how I roll. 

Thanks to a reader from last week pointing out Neil Gaiman’s library to me. HELLO, this man reads. Think he’s read all of these, or might some of these be his to-be-read shelves?!?

*****

Sting’s library at the top of his staircase in London is beautiful. Very law school-philosophy vibe going on here… I dig it. Do you?

*****

Um, yes please! This is the library of designers Mark Badgley and James Mischka’s in their weekend house. I’ll take the weekend house and the library. The black painted wood adds a modern twist to this library, and I enjoy that they combined an eating area with their books. In fact, I think this would inspire me to have a reading dinner party. Wine, books, friends, and a game guessing passages from books? I’m there. 

*****

Here is Julia Child’s personal library from when she lived in Cambridge, Massachusetts. This cozy, warm, neutral-toned library makes me want to curl up next to that fireplace and get lost in a book — or possibly a conversation with Julia and Paul about the books they own. Can you imagine the books that must be in that library? Paul was known as a very smart, well read man… I’m sure they have some treasures in there. If the walls could speak. 

*****

This by far is my favorite library we’ve featured, and probably my favorite personal library that I’ve ever seen. It belongs to Professor Richard A. Macksey. Macksey is an author in his own right along with being a well-known, beloved professor at Johns Hopkins University, and co-founder of the university’s Humanities Center. He is the owner of one of the largest personal libraries in the state of Maryland, with over 70,000 ($4 million worth) books and manuscripts along with art work. Macksey’s course on Proust is famous among underground students at Johns Hopkins, and he is known to hold graduate level courses in his famous library. 

Fonte: http://bookriot.com/2012/04/03/best-of-book-riot-libraries-of-the-rich-and-famous/

 
2 Comentários

Publicado por em 15/06/2012 em Livros

 

Tags: , , ,

Mais Curiosidades Literárias

Curiosidades Literárias II:

1 – Lord Byron tinha um pé torto, mas ninguém sabe dizer qual é. Sua mãe dizia que era o direito, assim como os seus editores, que tinham as botas dele para provar. Mas o fabricante dos seus aparelhos ortopédicos dizia que era o esquerdo. Edward Trelawny, amigo de Byron, espiou as pernas dele depois de morto e disse que não eram nenhum dos dois, opinião compartilhada por um médico que examinou as botas dele 100 anos depois e concluiu que ele sofria na verdade de um distúrbio cerebral chamado diplegia espástica.

2 – J.K Roling começou a escrever seu primeiro livro Harry Potter e a Pedra Filosofal, em guardanapos em um bar que freqüentava, e ao terminar o livro ficou com uma terrível dúvida: escolher se comprava leite para sua filha ou mandava seu livro pra editora, hoje ela é mais rica que a rainha!

3 – Honoré de Balzac ingeria cerca de 50 xícaras de café por dia. Ele tinha predileção pelo café turco, preto e forte. Quando não conseguia tomar café, ele mesmo moia os grãos e os comia puros. Imaginem só se ele tivesse conhecido a Coca-Cola…

4 – O mestre do terror Edgar Allan Poe frequentou um internato na Inglaterra que ficava ao lado de um cemitério. As aulas de matemática ocorriam em meio aos túmulos, com os alunos tendo que calcular as idades dos mortos pelas datas marcadas nas lápides. E as aulas de ginástica consistiam em abrir as covas em que seriam enterrados os mortos da cidade. Depois disso, fica fácil entender porque Poe se tornou um dos escritores de terror mais conceituados de todos os tempos.


5 – Charles Dickens era adepto do mesmerismo. Hipnotizava pessoas em festas só por diversão e ajudava amigos a superar pequenas enfermidades. Também era um adepto da interpretação dos sonhos. Pena que ele nasceu antes de Freud inventar a psicanálise, senão o mundo poderia ter ganho um psicólogo mas possivelmente teria perdido Oliver Twist. A palavra inglesa boredom apareceu impressa pela primeira vez em A Casa sombria.A expressão em inglês “What the dickens?”; já era usada antes de Charles Dickens ter nascido, e é uma corrupção da expressão “What the devil?” (“mas que diabo?…”).

6 – Leon Tolstói, o autor de “Guerra e Paz”, afirmava que tinha aprendido a falar esperanto em “três ou quatro horas” e passou a defender o idioma universal com unhas e dentes. Além de sua fama como escritor, Tolstoi ficou famoso por tornar-se, na velhice, um pacifista, cujos textos e ideias batiam de frente com as igrejas e governos, pregando uma vida simples e em proximidade à natureza. Morreu aos 82 anos, de pneumonia, durante uma fuga de sua casa, buscando viver uma vida simples.

7 – O grande escritor estadunidense Mark Twain era fumante desde os oito anos de idade. Durante a vida adulta, consumia cerca de 40 charutos por dia. E eram charutos do tipo mais vagabundo possível, apelidados de “mata-rato”. Seus amigos faziam questão de levar seus próprios charutos quando o visitavam, com medo que ele oferecesse um dos seus.

8 – Consta que as últimas palavras de Oscar Wilde (autor de “O retrato de Dorian Gray”) antes de morrer de meningite em um quarto de hotel em Paris foram: “Meu papel de parede e eu estamos lutando um duelo mortal. Um de nós dois terá de sair daqui.”

9 – Há quem defenda que Franz Kafka, autor de “A metamorfose”, tenha inventado o capacete de segurança civil, quando trabalhava no Instituto de Seguros e Acidentes de Trabalho da Boêmia, apesar de não haver certeza se ele inventou mesmo o objeto ou só defendeu o seu uso generalizado.


10 – “O Hobbit”, obra do grande JRR Tolkien, foi proibida na Alemanha nazista depois que um oficial do governo alemão entrou em contato com o autor britânico em 1937 para saber se ele era judeu e recebeu a seguinte resposta: “Lamento dizer que não tenho ascenstrais pertencentes a este povo tão bem dotado”.

Há uma coincidência curiosa em um dos seus livros, partamos desse trecho:

“Três anéis para os Reis Elfos sob este céu,
Sete para os Senhores Anões em seus rochosos corredores,
Nove para os Reis dos Homens fadados ao eterno sono,
Um para o Senhor do Escuro em seu escuro trono.”

Se invertermos a ordem dos números correspondentes à quantidade de anéis, teremos 1, 9, 7 e 3, ou, se preferirem, 1973, ano da morte de Tolkien.

 

Fonte: http://www.facebook.com/pages/Eu-amo-Ler/389742681051228

 

Tags: , , ,

 
 
Imagem

O tamanho do seu bichinho de estimação?

E tem gente que reclama do tamanho da Filó!!! Vá entender…

Homem cria urso polar como bicho de…

View Post

shared via WordPress.com

 
 

Qual o tamanho do seu bichinho de estimação?

E tem gente que reclama do tamanho da Filó!!! Vá entender…

Homem cria urso polar como bicho de estimação

Os dois vivem rolando, brincando por aí

Um dos melhores amigos do canadense Mark Dumas é o bicho de estimação dele, Agee. Não se trata de um cachorro ou um gato, mas sim de um urso polar. O canadense de 60 anos e a mulher, Dawn, adotaram o animal ainda recém-nascido, e o treinaram para atuar em filmes e na televisão.

Mark e Agee se tornaram amigos íntimos. Eles se abraçam, brincam de luta e nadam juntos. O urso polar vive na casa do casal, na cidade de Abbotsford, Canadá, cercado de mimos. O animal ainda é alimentado na mamadeira e vive brincando com os cachorros da família.

– Eu tenho trabalhado com ursos há 40 anos, então posso ler a linguagem corporal de Agee e sei como agir com ele com segurança – explica Mark.

Ou seja: crianças, não tentem fazer carinho assim nos ursos dos zoológicos.

 
1 comentário

Publicado por em 14/06/2012 em Animais, Fotos

 

Tags: ,

 
%d blogueiros gostam disto: