RSS

Arquivo mensal: agosto 2012

Bebel e as vitaminas…

Bebel já tomava quatro gotinhas de vitamina por dia desde a primeira semana. Um líquido amarelo (do tipo radioativo, pior que marca texto) projetado especialmente por cientistas da Nasa para manchar completa e absolutamente qualquer roupa. Ou fralda. Ou toalha. Enfim, qualquer tecido que estiver por perto. E passaram a ser cinco gotinhas.

Agora, com dois meses completos, ela começou a tomar suplemento ferroso (ou seria férrico?). Hoje foi o primeiro dia das 10 gotinhas que, ao que parece, revolucionarão pela primeira vez o conteúdo de suas fraldas. Os dias de tom amarelo claro e inodoro ficaram para trás…

A foto abaixo é o resultado do primeiro contato com o novo suplemento.

Já pensou na felicidade dela se fosse um brigadeiro?

Mãe… Posso trocar por chocolate?

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em 30/08/2012 em Bebel, Fotos

 

Tags: , , , ,

Por que amamos tanto os vilões?

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30/08/2012 em Cinema

 

Diferença nos detalhes… e nas ações!

A diferença, nesse caso, é mais do que um chapéu.

E ações valem mais do que imagens ou palavras, ainda que tenha sido a propaganda nazista a arrastar milhares à histeria coletiva de levar seus próprios vizinhos à morte. Ou “apenas ao sumiço”, como afirmaram alguns.

As escolhas e as ações que fazemos nos definem, muito mais que nossos pensamentos, pois elas são a manifestação do que pensamos de melhor, ou pior.

Sem brincadeira, é possível parafrasear um clássico moderno a respeito disso. Dumbledore diz a Harry que “São as nossas escolhas, Harry, que revelam o que realmente somos, muito mais do que as nossas qualidades”. (Harry Potter e a Câmara Secreta).

Alguns livros mais tarde, no parágrafo favorito de minha sobrinha mais velha, Harry “finalmente entendeu o que Dumbledore estivera tentando lhe dizer. Era, pensou Harry, a diferença entre ser arrastado para a arena para enfrentar uma luta mortal e entrar na arena de cabeça erguida. Algumas pessoas diriam, talvez, que a escolha era mínima, mas Dumbledore sabia – e eu também, pensou Harry, com súbito orgulho, bem como meus pais – que aí residia toda a diferença do mundo.”  (Harry Potter e o Enigma do Príncipe).

E reside, mesmo.

Enfim, para entender melhor a diferença entre os bigodes de Hitler e Chaplin, recomendo que assistam ao filme “O grande ditador“, e que procurem pelo documentário “O Vagabundo e o Ditador“. Não deixem de assistir ao paralelo traçado entre as duas vida, próximas cronologicamente e tão distantes ideologicamente, para ver como  o humor foi utilizado como forma de alerta contra o horror e a iniquidade.

Agradecimento pela ideia e pela imagem: Literatortura. Curta também no Facebook.

 

Tags: , , , , , , , , , ,

Continuo acreditando em Sangue Azul!

A saga por uma editora continua. Já estou na dúvida se é pior receber um não ou ficar séculos esperando por uma resposta… Tudo bem, certamente a negativa é pior, mas a espera também não é uma sensação agradável.

Depois do “não” da casa publicadora de “Harry Potter” e de “Jogos Vorazes”, que ironicamente começou a me seguir no Twitter há alguns dias, ainda espero resposta de quatro editoras.

Ultrapassando muito os 90 dias prometidos para retorno, a responsável pelas “Crônicas de Gelo e Fogo”, sempre “atenciosamente”, respondeu a meus apelos em 30 de maio:

“Prezada,

Não há um prazo estipulado para a avaliação de originais. Caso a *** tenha interesse em publicar o seu original, entraremos em contato.”

A editora de Meg Cabot, depois de várias tentativas de obter notícias, respondeu:

“Boa tarde,

A senhora saberia dizer quando esse original foi enviado? Qual é o título? Todo original recebido pela editora é cadastrado em uma planilha de recebimento, podemos consultá-la para saber se o seu original chegou ou não.”

E essas palavras ficaram no ar, porque minha réplica ainda não conseguiu uma tréplica. Mas justiça seja feita, ainda falta um mês para terminar o prazo de um ano

Minha esperança na pequena e promissora empresa dos amigos e escritores tijucanos se foi, porque a falta de resposta parace denotar minha segunda resposta negativa…

Uma pequena editora foi bastante honesta em nosso primeiro contato, avisando que a grade estava lotada e sem previsão para análise de novos trabalhos.

Uma outra de porte enorme avisa no site que só receberá originais para análise a partir de outubro. É esperar para enviar.

Outra chance perdida é a casa que divulga “Percy Jackson” e as versões pop de Jane Austen encontrando zumbis e montros marinhos. Infelizmente, não publica originais brasileiros…

Por fim, o lar de Nelson Motta e da “Dança Macabra” de Stephen King no Brasil nunca respondeu aos meus apelos para obter notícias.

Mas quero acreditar que nem tudo está perdido. Porque tenho fé no livro que escrevi, e nas duas continuações em processo para formar minha primeira trilogia. Duas novas esperanças surgiram no horizonte. A primeira divulga o mundo fantástico de Patrick Rothfuss e o thriller brasileito “O caso Rembrandt”: tentei um primeiro contato hoje. A segunda opção, que tentarei postergar ao máximo, é uma edição compartilhada com uma editora de empenho ilimitado.

Como disse, acredito no que escrevi. Espero que muito em breve o mundo de Olívia Spenser e Nicholas Blanchar Oleander também povoe a imaginação de muitas pessoas. Muitas!

 
4 Comentários

Publicado por em 23/08/2012 em Sangue Azul

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Dia do Historiador

19 de agosto: Dia do Historiador.

Um historiador é um indivíduo que estuda e escreve sobre a história e é considerado uma autoridade neste campo.[1] Historiadores se preocupam com a narrativa contínua e metódica, e também com a narrativa que pode ser descontínua e subjetiva, bem como a pesquisa dos eventos passados relacionados ao ser humano, e o estudo dos eventos ocorridos ao longo do tempoe também no espaço. Embora o termo historiador possa ser usado para descrever tanto os profissionais quanto os amadores da área, costuma ser reservado para aqueles que obtiveram umagraduação acadêmica na disciplina.[2] Alguns historiadores, no entanto, são reconhecidos unicamente com mérito em seu treinamento e experiência no campo.[2] Tornou-se uma ocupação profissional no fim do século XIX.

Heródoto (século V a.C.), um dos primeiros historiadores cuja obra sobreviveu até os dias de hoje.

Ou em uma versão mais romântica:

Historiador

Veio para ressuscitar o tempo
e escalpelar os mortos,
as condecorações, as liturgias, as espadas,
o espectro das fazendas submergidas,
o muro de pedra entre membros da família,
o ardido queixume das solteironas,
os negócios de trapaça, as ilusões jamais confirmadas
nem desfeitas.

Veio para contar
o que não faz jus a ser glorificado
e se deposita, grânulo,
no poço vazio da memória.
É importuno,
sabe-se importuno e insiste,
rancoroso, fiel.

Carlos Drummond de Andrade, in ‘A Paixão Medida’

Parabéns para mim! E para os dois meses que Bebel completa hoje! E para meu avô que já passou das 70 primaveras…!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20/08/2012 em Bebel, Datas

 

Tags: , ,

Jorge Amado 100 anos

Trabalho colaborativo em homenagem aos 100 anos de Jorge Amado. Navegue pelas ilustrações das obras e assista aos trechos narrados pelos leitores do Globo. Agradecimento: Companhia das Letras

Veja aqui.

Fonte: O Globo Cultura

Destaque para o último vídeo!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15/08/2012 em Livros

 

Tags: ,

blogdabn

Fragmentos do século XIX estavam dentro da caixa. Próximo passo é reconstituição de exemplares

15 de setembro de 1871. Essa é a data dos exemplares de A Reforma, Diário do Império e Jornal do Comércio, preservados pela “cápsula do tempo” encontrada recentemente na Zona Portuária do Rio. Além das publicações, a caixa também continha nove moedas da época. Todas essas informações só vieram à tona após a análise do material pela Coordenadoria de Preservação da FBN da Fundação Biblioteca Nacional (FBN/MinC).

A equipe formada por Jayme Spinelli (coordenador de preservação da FBN), Fernando Amaro (chefe do Laboratório de Restauração), Hudson Jesus e Kathia Berwanger montou um verdadeiro quebra-cabeça com os restos do jornais encontrados. Após processos de secagem e de eliminação de micro-organismos, nove moedas foram localizadas em meio ao material inicial. Com ele em mãos e o apoio do setor de periódicos, o grupo pode então iniciar sua análise…

Ver o post original 60 mais palavras

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: