RSS

Arquivo mensal: fevereiro 2015

FBN lança releitura do primeiro livro de história do Brasil

blogdabn

“A narrativa da vontade de Deus: a História do Brasil de frei Vicente do Salvador” – este o título de um dos últimos e mais importantes lançamentos editoriais feitos pela Fundação Biblioteca Nacional. De autoria do historiador Luiz Cristiano de Andrade, o livro apresenta uma nova e consistente interpretação da conhecida “História do Brasil” escrita entre 1619 e 1630 pelo franciscano Vicente de Salvador, a primeira a contar uma história sistemática e abrangente do Brasil e também a primeira a receber este nome.

SAMSUNG CSC

O livro de Luiz Cristiano originou-se da dissertação de Mestrado do autor defendida em 2004, no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O editor, Marcus Venício Ribeiro, conta que tomou conhecimento desse estudo ao escrever recentemente a apresentação de uma nova edição da “História do Brasil” feita pela  Fundação Darcy Ribeiro.

“Como a Biblioteca Nacional teve um papel crucial…

Ver o post original 414 mais palavras

 
 

BN Digital disponibiliza 12 mil documentos da Coleção “A Casa dos Contos”

blogdabn

casa dos contos

A BNDigital disponibilizou o seu acervo referente a A Casa dos Contos, totalizando mais de 12mil documentos referentes à Correspondências, contratos, certidões, procurações, licenças, provisões referentes à: limites, próprios nacionais, elemento servil, governo provisional, sesmarias, côngruas, instrução pública, mineração, heranças. Relações de pagamentos de civis, militares, professores, eclesiásticos. Documentos referentes ao Real Erário, correios, dízimos, exercício da medicina nas Minas, catequese dos índios da região do Rio Doce.

Podendo ser incluída em qualquer lista das principais reuniões de documentos do Brasil, a Coleção Casa dos Contos encontra-se nos dias atuais distribuída entre três arquivos (Biblioteca Nacional, o Arquivo Nacional e o Arquivo Público Mineiro) e possui tanto documentos vinculados à administração pública quanto cartas pessoais, entre 1701 (um manuscrito do bandeirante Borba Gato) e fins do século XIX.

Sua história confunde-se com a ocupação do território de Minas Gerais, pois, em sua maior parte, foram redigidos lá, e assume algumas…

Ver o post original 863 mais palavras

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: