RSS

Nos 450 anos do Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional homenageia o maior cronista da cidade – João do Rio

15 jun

blogdabn

Retrato de João do Rio. Autor desconhecido. “[...] porque a vaidade obriga um conferente a publicar as conferências com a esperança de que um leitor vale mais que cem ouvintes.” Retrato de João do Rio. Autor desconhecido.
“[…] porque a vaidade obriga um conferente a publicar as conferências com a esperança de que um leitor vale mais que cem ouvintes.”

Em comemorações do 450º aniversário da “cidade maravilhosa” a Biblioteca Nacional publica três clássicos de João do Rio, um presente especial aos cariocas: a reedição, pela primeira vez, de três livros de João Paulo Emílio Cristóvão dos Santos Coelho Barreto, o João do Rio (1881- 1921), considerado por muitos o mais importante cronista da cidade. São eles Psicologia urbana, de 1911, Os dias passam…, de 1912 e No tempo de Wenceslau…, de 1917, todos reunindo crônicas e conferências do escritor e repórter que é um símbolo da antiga capital federal. As novas edições trazem ainda, além da apresentação de cada título, notas informativas e cadernos de imagens, com fotografias, caricaturas e trechos de jornais da época.

Ver o post original 567 mais palavras

 
 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: