RSS

Arquivo mensal: julho 2015

FBN I Brasiliana Fotográfica Princesa Isabel (RJ, 29 de julho de 1846 – Eu, 14 de novembro de 1921)

blogdabn

Princesa Isabel menina Pacheco, Joaquim Insley -  1863 Princesa Isabel menina
Pacheco, Joaquim Insley – 1863

Ao longo de sua vida, a princesa Isabel foi retratada por diversos e destacados fotógrafos do século XIX. A Brasiliana Fotográfica reuniu alguns desses registros, feitos por Revert Henrique Klumb, Joaquim Insley Pacheco, Marc Ferrez, Henschel e Benque e por anônimos, criando para seus leitores a Galeria de Fotos da Princesa Isabel.

Por ter assinado a Lei Áurea, ela ficou conhecida como A Redentora. Filha do imperador Dom Pedro II, um entusiasta da fotografia, e da imperatriz Thereza Christina, formou com seu marido, o conde D´Eu, uma coleção de fotografias, que se encontra na Europa e representa um importante acervo iconográfico do oitocentos no Brasil. Fazem parte da coleção fotografias de Marc Ferrez, George Leuzinger, Augusto Stahl, Victor Frond, Alberto Henschel e Augusto Riedel, dentre outros, além de imagens das celebrações da abolição da escravatura, em 1888.

Veja a galeria de fotos:

Ver o post original 1 mais palavra

 
 

FBN I Documento da Semana – 27 de julho de 1988: Após 21 anos, Brasil aprova Nova Constituição.

blogdabn

Ulysses Guimarães - Foto Tribuna da Imprensa Ulysses Guimarães – Foto Tribuna da Imprensa

Após exaustivos debates e muita resistência, parlamentares guiados pelo deputado Ulysses Guimarães aprovaram uma nova Constituição Federal para o Brasil.

O documento é a manchete do jornal Tribuna da Imprensa anunciado a aprovação da nova Constituição Federal. Edição 11969. De 28 de julho de 1988.


” Ulysses afirma que nova Constituição não será inacabada, mutilada ou profana”.

Ver o post original

 
 

FBN retoma a publicação da Revista do Livro da Biblioteca Nacional

blogdabn

rl55_capa_divulgação

A Fundação Biblioteca Nacional volta a editar revista célebre, que completa 60 anos em 2016, com edição especial sobre o papel das bibliotecas no século XXI

Lançada em 1956 pelo antigo Instituto Nacional do Livro, a Revista do Livro da Biblioteca Nacional contou com nomes expressivos da inteligência brasileira em suas páginas, como Carlos Drummond de Andrade, Alexandre Eulálio e Augusto Meyer. Agora, em 2015, ela volta a circular, depois de intervalo de cinco anos. A retomada da revista coincide com a mudança no papel das bibliotecas, a partir da digitalização da informação e da internet. O futuro das bibliotecas no mundo digital é o principal tema desta edição.

O número atual (55), editado pela escritora e jornalista Sheila Kaplan, debate como o perfil das bibliotecas passa por transformação, de um lugar lento de reflexão e pensamento para um lugar de resistência à velocidade do ritmo imposto pelas redes sociais…

Ver o post original 395 mais palavras

 
 

FBN I Documento da semana – 18 de Julho de 1841: Coroação do Imperador Dom Pedro II

blogdabn

D. Pedro II - Coleção Thereza Christina Maria D. Pedro II – Coleção Thereza Christina Maria

Aos 15 anos de idade, depois de uma manobra que oficializou a redução da sua maioridade, D. Pedro II foi coroado, em cerimônia solene, Imperador do Brasil.

O jornal Diário do Rio de Janeiro, na edição 00157, de 19 de julho de 1841 publicava a seguinte nota:

18 de julho – A SAGRAÇÃO E COROAÇÃO DO SENHOR D. PEDRO II

Teve logar a cerimônia augusta, a solemne invocação da divindade para que se digne derramar os thesouros de sua infinita bondade sobre o reinado do Sr. D. Pedro 2º, aclamado em 7 de abril de 1831 imperador do Brasil o seu defensor perpétuo; a consagração religiosa é um acto importante para o christão; a política fria e severa não a desdenha, pelo contrário a applaude e preside a ella…

Segundo Imperador do Brasil, nasceu no Rio de Janeiro em 1825 e morreu…

Ver o post original 55 mais palavras

 
 

FBN I Rio 450 anos – Bairros do Rio – Santa Cruz

blogdabn

Fazenda Santa Cruz - Revista da Semana Fazenda Santa Cruz – Revista da Semana 22/04/1933

Localizado na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro o Bairro de Santa Cruz, cuja importância histórica se confunde com a colonização do Brasil, foi assim descrito por Escragnolle Doria, na Revista da Semana nº 19, de 22 de abril de 1933:

A FAZENDA DE SANTA CRUZ

Terra de Santa Cruz, por mercê de D. Manoel I, começou a chamarse Brasil inteiro na alva do seculo XVI.  Justo pois no paiz, catholico desde o berço, se tenha conservado o nome. Eil-o bem perto de nós, no Rio de Janeiro, em Santa Cruz, nos confins de capital quasi sem fim, embora descurada nas partes mais remotas onde a herva e os impostos crescem á vontade.

Em Santa Cruz, até á expulsão pombalina, fixaram-se jesuitas, e padres da Companhia jamais se estabeleceram em sítios feios  ou improductivos.  Julgavam talvez suprasummo do senso esthetico…

Ver o post original 797 mais palavras

 
 

FBN retoma a publicação da Revista do Livro da Biblioteca Nacional

blogdabn

rl55_capa_divulgação

A Fundação Biblioteca Nacional volta a editar revista célebre, que completa 60 anos em 2016, com edição especial sobre o papel das bibliotecas no século XXI

Lançada em 1956 pelo antigo Instituto Nacional do Livro, a Revista do Livro da Biblioteca Nacional contou com nomes expressivos da inteligência brasileira em suas páginas, como Carlos Drummond de Andrade, Alexandre Eulálio e Augusto Meyer. Agora, em 2015, ela volta a circular, depois de intervalo de cinco anos. A retomada da revista coincide com a mudança no papel das bibliotecas, a partir da digitalização da informação e da internet. O futuro das bibliotecas no mundo digital é o principal tema desta edição.

O número atual (55), editado pela escritora e jornalista Sheila Kaplan, debate como o perfil das bibliotecas passa por transformação, de um lugar lento de reflexão e pensamento para um lugar de resistência à velocidade do ritmo imposto pelas redes sociais…

Ver o post original 395 mais palavras

 
 

FBN I Homenagem – 14 de julho de 1909 – Inauguração do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

blogdabn

Musso, Luiz  Theatro Municipal  - [Rio de Janeiro] : [s.n.], [191-]. Musso, Luiz
Theatro Municipal
– [Rio de Janeiro] : [s.n.], [191-]. O jornal Gazeta de Notícias chega às bancas no dia 14 de julho de 1909 com a seguinte notícia:

“A INAUGURAÇÃO DO THEATRO MUNICIPAL –  O espetáculo de hoje”

Inaugura-se hoje o Theatro Municipal, uma das jóias de que nos podemos gabar.

“O espetáculo obedecerá o seguinte programma:

Depois do hymno nacional, executado pela grande orchestra dirigida pelo maestro Francisco Braga, seguir-se-á o seguinte programa:

Discurso official pelo senhor Olavo Bilac; “Insomnia”, poema symphonico do maestro Francisco Braga, texto do senhor Escragnolle  Dória; Nocturno da Ópera “Condor”, de Carlos Gomes “Bonança”, peça em 1 acto, de Coelho Neto, desempenhada pelos artistas nacionais da companhia dramática Artur Azevedo, com a seguinte distribuição: Lício, Sr. A. Ramos; Padre Anzelmo, Sr. C. Nazareth; Amadeu, Sr. João de Deus; Adelaide, Sra. Luiza de Oliveira; Damiana, Sra. Gabriella Montani; Lenora, Sra. Lucília Peres; “Moema”…

Ver o post original 123 mais palavras

 
 

Brasiliana Fotográfica – Marco no fotojornalimo brasileiro: a seca no Ceará é documentada com fotografias

blogdabn

icon1_4_7

Segundo o trabalho “Imagens da Seca de 1877-78 – Uma contribuição para o conhecimento do fotojornalismo na imprensa brasileira”, dos pesquisadores Joaquim Marçal Ferreira de Andrade e Rosângela Logatto, a publicação de fotos de vítimas da maior seca nordestina do século XIX foi uma das iniciativas pioneiras da imprensa brasileira na utilização de fotografias como documentos comprobatórios de um fato (Anais da Biblioteca Nacional, vol 114, de 1994, p.71-83).

Para denunciar a tragédia, o chargista português Rafael Bordalo Pinheiro publicou, em 20 de julho de 1878, em uma ilustração da revista O Besouro, duas fotos que fazem parte de um conjunto de 14 registros fotográficos de vítimas da seca ocorrida entre 1877 e 1878. Porém, não foi dado crédito para o autor das fotos, Joaquim Antonio Corrêa, cujo ateliê ficava em Fortaleza, no Ceará.

icon838852
Continue lendo: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=1499

Ver o post original

 
 

FBN I Solenidade na Biblioteca Nacional anunciou os 45 autores considerados “construtores da literatura carioca”

blogdabn

SAMSUNG CSC

A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e a Academia Carioca de Letras (ACL), com o apoio do Comitê Rio 450 anos, divulgaram nesta segunda-feira, dia 6 de julho, a lista de 45 autores já falecidos que ajudaram, em seus ramos específicos de atuação, a conferir à literatura o caráter carioca desde o nascimento do Rio, em 1565, até os dias atuais.

A solenidade de anúncio do resultado do projeto “Construtores da Literatura Carioca nos 450 Anos” ocorreu no Gabinete da Presidência da FBN e contou com a presença do Secretário Municipal de Cultura e Presidente do Comitê Rio 450 anos, Marcelo Calero, e dos presidentes da Biblioteca Nacional, Myriam Lewin (em exercício); da Academia Brasileira de Letras, Geraldo Holanda Cavalcanti; da Academia Carioca de Letras, Ricardo Cravo Albin; do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Arno Wehling; do Pen Clube do Brasil, Cláudio Aguiar; e da União Brasileira de Escritores-RJ, Juçara Regina…

Ver o post original 296 mais palavras

 
 

Brasiliana Fotográfica – Marco no fotojornalimo brasileiro: a seca no Ceará é documentada com fotografias

blogdabn

icon1_4_7

Segundo o trabalho “Imagens da Seca de 1877-78 – Uma contribuição para o conhecimento do fotojornalismo na imprensa brasileira”, dos pesquisadores Joaquim Marçal Ferreira de Andrade e Rosângela Logatto, a publicação de fotos de vítimas da maior seca nordestina do século XIX foi uma das iniciativas pioneiras da imprensa brasileira na utilização de fotografias como documentos comprobatórios de um fato (Anais da Biblioteca Nacional, vol 114, de 1994, p.71-83).

Para denunciar a tragédia, o chargista português Rafael Bordalo Pinheiro publicou, em 20 de julho de 1878, em uma ilustração da revista O Besouro, duas fotos que fazem parte de um conjunto de 14 registros fotográficos de vítimas da seca ocorrida entre 1877 e 1878. Porém, não foi dado crédito para o autor das fotos, Joaquim Antonio Corrêa, cujo ateliê ficava em Fortaleza, no Ceará.

icon838852
Continue lendo: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=1499

Ver o post original

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: