RSS

Arquivo mensal: novembro 2015

FBN I Documento da Semana – 29/11/1807: A Corte Portuguesa embarca para Brasil

blogdabn

Fugindo da expansão napoleônica na Europa, a Corte Portuguesa se exila no Brasil, impacta bastante a estrutura da Colônia e deixa legado que dura até hoje.

O Documento é um manuscrito intitulado “Dados sobre a chegada ao Rio de Janeiro da Família Real, problema de habitação para a comitiva, vida social e política, hábitos da Família Real, volta para Portugal, falecimento de D. João VI e Pedro I como imperador”, de autoria de Alexandre José de Melo Morais.

http://objdigital.bn.br/objdigital2/acervo_digital/div_manuscritos/mss1452535/mss1452535.pdf

#FBNnamidia
#fundacaobibliotecanacional

Ver o post original

 
 

FBN I Obra fundadora da economia brasileira recebe o selo Memória do Mundo – Brasil

blogdabn

O livro “Cultura e Opulência do Brasil”, publicado em 1711 por um jesuíta sob o pseudônimo André João Antonil, é a primeira obra impressa do acervo de Obras Raras da Biblioteca Nacional (BN) a receber o registro do programa Memória do Mundo – Brasil, da Unesco.

A candidatura, submetida para análise do comitê nacional do programa Memória do Mundo em julho deste ano, foi fundamentada em aspectos relativos à importância da obra e à qualidade do exemplar do acervo da BN. “Conseguir o registro para uma publicação impressa é difícil, porque concorremos com manuscritos e outros documentos que constituem exemplares únicos”, explica Ana Virginia Pinheiro, chefe do acervo de Obras Raras. No caso deste livro, ela conta que existem apenas sete peças conhecidas no mundo, pois logo após sua publicação, no início do século XVIII, a edição foi proibida e a tiragem, destruída. Isso porque a Coroa Portuguesa considerou inoportuna…

Ver o post original 442 mais palavras

 
 

FBN I História – 10 de novembro de 1928 – Lançada no Rio de Janeiro a revista semanal ilustrada “O Cruzeiro”

blogdabn

o-cruzeiro

O Cruzeiro foi uma das mais importantes revistas semanais brasileiras, editada pelos Diários Associados, de Assis Chateaubriand, deixou de circular em julho de 1975.

Considerada inovadora, a revista em seu primeiro editorial  deixa claro que se diferenciava das demais.  A revista contava fatos sobre a vida dos astros de cinema, esportes e saúde além de oferecer matérias sobre política, culinária e moda.

A Biblioteca Nacional, oferece aos pesquisadores boa parte do acervo físico da revista, além de disponibilizar pela internet na Hemeroteca Digital Brasileira os principais exemplares para consulta pública e gratuita.

Como os direitos autorais da revista são reservados os Grupo dos Diários Associados, sua reprodução segue os preceitos legais e depende de autorização.

Acesse o acervo digital da revista:

http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=003581&PagFis=0&Pesq=

#FBNnamidia

#fundacaobibliotecanacional

Ver o post original

 
 

FBN I Homenagem – 9 de novembro de 1964. O mundo perde Cecília Meireles

blogdabn

Fonte: Wikipédia Fonte: Wikipédia

Cecília Benevides de Carvalho Meireles nasceu na Tijuca, Rio de Janeiro, em 7 de novembro de 1901. Com apenas nove anos de idade, já começou a escrever poesias.  Em 1913 ingressou na Escola Normal no Rio de Janeiro, e passou a estudar línguas, literatura, música, folclore e teoria educacional.

Publicou seu primeiro livro de poesias aos 19 anos, Espectros, um conjunto de sonetos simbolistas.

Atuou também como jornalista, com publicações diárias sobre problemas na educação, e em 1934 fundou a primeira biblioteca infantil do Brasil.

Cecília  Meireles morreu no Rio de Janeiro, no dia 9 de novembro de 1964. Seu corpo foi velado no Ministério da Educação e Cultura. Em 1989 foi foi homenageada pelo Banco Central, com sua efígie na cédula de cem cruzados novos.

A BNDigital oferece aos pesquisadores e leitores, uma série de  manuscritos de Cecília Meireles que podem ser consultados pela internet sem custo.

Conheça alguns:

Cantar…

Ver o post original 17 mais palavras

 
 

Brasiliana Fotográfica – Hotéis do século XIX e do início do século XX no Brasil

blogdabn

Revert Henrique Klumb. Hotel Bragança, c. 1874. Petrópolis, RJ / Acervo IMS Revert Henrique Klumb. Hotel Bragança, c. 1874. Petrópolis, RJ / Acervo IMS

A Brasiliana Fotográfica oferece a seus leitores uma seleção de hotéis no Brasil do século XIX e das primeiras décadas do século XX. O fotógrafo Revert Henrique Klumb registrou o Hotel Pharoux e o Hotel Waltz, no centro do Rio de Janeiro, o Etablissement de Mr. Bennett, na Tijuca, além dos hotéis Anglais, Beresford e Bragança, em Petrópolis.

Há também três fotografias de autoria de Augusto Malta de hotéis cariocas: do Rio Palácio Hotel, do Hotel Glória e do Copacabana Palace. Ainda no Rio de Janeiro, há uma imagem do Hotel Central, produzida por Carlos Bippus. Em São Paulo, Guilherme Gaensly fotografou o Largo São Bento, onde havia o Hotel Rebechino e o Grande Hotel Paulista. Em Nova Friburgo, Henschel & Benque fotografaram o Hotel Leuenroth e, em Blumenau, o Hotel Holetz foi registrado por um fotógrafo até aqui não identificado.

Veja a…

Ver o post original 4 mais palavras

 
 

Brasiliana Fotográfica – Hotéis do século XIX e do início do século XX no Brasil

blogdabn

Revert Henrique Klumb. Hotel Bragança, c. 1874. Petrópolis, RJ / Acervo IMS Revert Henrique Klumb. Hotel Bragança, c. 1874. Petrópolis, RJ / Acervo IMS

A Brasiliana Fotográfica oferece a seus leitores uma seleção de hotéis no Brasil do século XIX e das primeiras décadas do século XX. O fotógrafo Revert Henrique Klumb registrou o Hotel Pharoux e o Hotel Waltz, no centro do Rio de Janeiro, o Etablissement de Mr. Bennett, na Tijuca, além dos hotéis Anglais, Beresford e Bragança, em Petrópolis.

Há também três fotografias de autoria de Augusto Malta de hotéis cariocas: do Rio Palácio Hotel, do Hotel Glória e do Copacabana Palace. Ainda no Rio de Janeiro, há uma imagem do Hotel Central, produzida por Carlos Bippus. Em São Paulo, Guilherme Gaensly fotografou o Largo São Bento, onde havia o Hotel Rebechino e o Grande Hotel Paulista. Em Nova Friburgo, Henschel & Benque fotografaram o Hotel Leuenroth e, em Blumenau, o Hotel Holetz foi registrado por um fotógrafo até aqui não identificado.

Veja a…

Ver o post original 4 mais palavras

 
 

Ciclo de conferências – “Construtores da Literatura Carioca nos 450 anos do Rio” – Antonio Carlos Secchin sobre CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

blogdabn

Gravura de Deroy, Laurent, 1797-1886.                          Gravura de Deroy, Laurent, 1797-1886.

Desde 3 de setembro, a Biblioteca Nacional e a Academia Carioca de Letras, com o apoio do Comitê 450 anos da Cidade do Rio de Janeiro, promovem um ciclo de conferências no âmbito das comemorações do aniversário de 450 anos da cidade, o ciclo de conferências sobre os “Construtores da Literatura Carioca nos 450 anos do Rio”.

Na primeira fase do projeto, a partir de indicações de um júri formado por 80 intelectuais e figuras representativas da cultura do país, foram selecionados doze autores representativos da criação literária e poética desenvolvida no ambiente da cidade do Rio de Janeiro. A segunda fase do projeto será composta por este ciclo de doze conferências, sobre cada um dos indicados, em uma série que inicia na primeira semana de setembro e será concluída ao final…

Ver o post original 117 mais palavras

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: