RSS

Arquivo mensal: junho 2016

FBN I Perfil – Maria do Carmo Couto da Silva e a crítica de arte portuguesa

blogdabn

SAMSUNG CSC

Bolsista do Programa Nacional de Apoio a Pesquisadores Residentes da Biblioteca Nacional (PNAP-R), a Professora Dra. Maria do Carmo Couto da Silva realiza o estudo metódico da crítica de arte portuguesa, voltada ao público brasileiro e escrita por autores portugueses entre 1870 e 1915.

O trabalho concentra-se especialmente na obra do escritor José Duarte Ramalho Ortigão (1836-1915), publicada na Gazeta de Notícias do Rio de Janeiro (RJ) entre o final da década de 1870 e 1895, e nos escritos do jornalista Mariano Pina (1860-1899) publicados na revista A Ilustração, de sua propriedade e direção, impressa em Paris entre 1884 e 1892. Segundo a autora, esses intelectuais demandam mais estudos tanto no Brasil quanto em Portugal pelos seus trabalhos em crítica de arte no final do século XIX e no início do XX.

A pesquisa de Maria do Carmo busca promover a compreensão da crítica de arte portuguesa em sua…

Ver o post original 162 mais palavras

Anúncios
 
 

FBN I Equipe – Bibliotecárias da Divisão de Obras Raras têm trabalho aprovado para evento internacional sobre Livros Raros

blogdabn

SAMSUNG CSC

Adriana Gonçalves, Joyce Lacôrte, Letícia Provenzano e Valéria Werneck chegaram há dez meses na Divisão de Obras Raras da Biblioteca Nacional e já foram conquistadas pelos livros raros. Seu trabalho Exploring Rare Books Collection at the Brazilian National Library Foundation foi aprovado pelo Comitê Científico da Rare Books and Manuscripts Section da Association of College and Research Libraries, que é uma Divisão da American Library Association.

Nesta Semana, entre 21 e 24 de junho, a equipe de bibliotecária (que já não conta com Letícia, agora, bibliotecária da Casa de Rui Barbosa), será representado, em Coral Gables, Flórida, pela Bibliotecária Valéria Werneck.

O trabalho aprovado aborda a importância das visitas técnicas, das exposições temáticas e do Programa de Pesquisas da Biblioteca Nacional para a divulgação de seu acervo, especialmente o de Livros Raros, e para a atração de novos usuários.

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬

Ver o post original

 
 

FBN I História – 18 de junho de 1908 o navio Kasato-Maru, chega ao Brasil com os primeiros imigrantes japoneses

blogdabn

Foto: Gazeta de Notícias - 21/03/1917 Foto: Gazeta de Notícias – 21/03/1917

Dia 18 de junho de 1908, o navio Kasato Maru atracou em Santos em com os primeiros 781 imigrantes japoneses, de 165 famílias para o Brasil. Segundo registros históricos,  os imigrantes do Kasato Maru seguiram imediatamente para São Paulo,  e de lá foram levados para as fazendas de café da Alta Sorocabana.

No dia 16 de agosto do mesmo ano, o jornal Gazeta de Notícias destinava boa parte da página 3 um artigo alusivo aos acontecimentos que sucederam a chegada dos primeiros imigrantes japoneses:

“A Bordo do Japonez

…Partindo há 40 dias de Yokoama deixou em Santos cerca de 700 emigrantes. São esses os primeiros amarellos que vêe, em terras do sul, em procura de vida fácil que não mais se encontra, nas três mil ilha do Japão…”

Continue lendo a matéria sobre a chegada dos imigrantes japoneses no Brasil:

http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=103730_04&PagFis=18023

Pesquise mais sobre a história da imigração…

Ver o post original 15 mais palavras

 
 

FBN I Acervo – Uniformes Militares do Rio de Janeiro Colonial

blogdabn

A Divisão de Manuscritos da BN disponibiliza para consulta online um livro manuscrito por José Corrêa Rangel de Bulhões denominado Guarnição do Rio de Janeiro com seus uniformes e mapas do número de homens dos regimentos pagos e dos auxiliares datado de 1786, embora algumas tabelas em seu interior sejam datadas de até três anos mais tarde, e informa que o autor era “ajudante de infantaria com exercício de engenheiro”.

O livro inclui quarenta e três desenhos aquarelados mostrando em detalhes os uniformes dos vários regimentos, intercalados com tabelas estatísticas relativas aos armamentos, ferramentas, número de militares por posto e respectivos soldos. Dessa forma, constitui-se em uma valiosa fonte de informação, textual e iconográfica, sobre o exército daquela época. Ao mesmo tempo, fornece questões para reflexão e discussão ao descortinar a existência de um “terço auxiliar de pardos libertos” e um “terço dos pretos forros”, o que torna patente a…

Ver o post original 203 mais palavras

 
 

Brasiliana Fotográfica I 13 de junho de 1808 – Criação do Jardim Botânico do Rio de Janeiro

blogdabn

foto: Antonio Caetano da Costa Ribeiro. Jardim Botânico, c. 1914. Rio de Janeiro, RJ / Acervo FBN foto: Antonio Caetano da Costa Ribeiro. Jardim Botânico, c. 1914. Rio de Janeiro, RJ / Acervo FBN

Com uma seleção de fotografias, a Brasiliana Fotográfica homenageia o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, criado, em 13 de junho de 1808, cerca de três meses após o desembarque da família real portuguesa no Brasil, ocorrido em 8 de março de 1808. São registros feitos por importantes fotógrafos do século XIX e das primeiras décadas do século XX como Alberto Henschel, Antonio Caetano da Costa Ribeiro, Augusto Stahl, Georges Leuzinger, Marc Ferrez, Revert Henrique Klumb e também por fotógrafos ainda não identificados. O Jardim Botânico do Rio de Janeiro foi inaugurado pelo então príncipe regente português Dom João, que havia decidido instalar no local uma fábrica de pólvora e um jardim para aclimatação de espécies vegetais originárias de outras partes do mundo.

Leia mais e acesse a galeria de fotos: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=5290

Ver o post original 6 mais palavras

 
 

FBN I 12 de junho – Dia dos Namorados

blogdabn

Virgínia Vitorino - A poetisa dos Namorados Virgínia Vitorino – A poetisa dos Namorados

O Dia dos Namorados em alguns países é chamado de “Dia de São Valentim” e é  comemorado no dia 14 de Fevereiro. No Brasil a data é comemorada no dia 12 de junho, véspera do dia de Santo Antônio.

Segundo historiadores, Valentim, que era bispo,  não acatou as ordens do imperador Cláudio II, que havia proibido o casamento durante as guerras. Mesmo sob o risco de prisão, continuou celebrando casamentos,  até ser preso e condenado à morte. Na prisão, recebia muitos bilhetes e flores de jovens dizendo que ainda acreditavam no amor.  Antes de sua morte, apaixonou-se  pela filha cega de um carcereiro, que “por milagre”, recuperou a visão, para quem escreveu uma mensagem de adeus, na qual assinou como “Seu Namorado”.

Desde primórdios da humanidade, o ato de namorar, recebeu diversos significados e representações. No acervo da Biblioteca Nacional, existem inúmeras obras que versam sobre o tema.

Ver o post original 84 mais palavras

 
 

FBN I História 6 de junho de 1944 – Tropas aliadas desembarcam na Normandia – O dia “D”

blogdabn

O desembarque das tropas aliadas na Normandia pelas tropas aliadas, com mais de 120 mil homens, foi amplamente noticiado nos jornais brasileiros dos dias posteriores. O jornal Correio da manhã de 7 de junho de 1944, trazia em sua primeira página: MARCHAM TRIUNFANTES OS EXÉRCITOS DE LIBERTAÇÃO – Os próprios alemãs admitem que os aliados penetraram 16 quilômetros em território francês e que a “cabeça de praia”! estabelecida já atinge 24 quilômetros de largura…

Leia a cobertura completa no Correio da manhã:

http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=089842_05&PagFis=21023

Leia mais sobre a Segunda Grande Guerra e o dia “D” na hemeroteca Digital Brasileira:

http://memoria.bn.br/DocReader/docmulti.aspx?bib=%5Bcache%5D4718809754237.DocLstX&pasta=ano%20194&pesq=normandia

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬

Ver o post original

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: