RSS

Arquivo mensal: janeiro 2017

FBN | 30 de janeiro de 1948 – morre Mahatma Gandhi

blogdabn

ghandi

Nascido em 2 de outubro de 1869, em Porbandar, na Índia, Mohandas Karamchand Gandhi foi um dos realizadores e fundadores do moderno estado indiano e um influente defensor do Satyagraha (princípio da não-agressão, forma não-violenta de protesto) como um meio de revolução.

Em 31 de janeiro de 1948, o jornal carioca “Diario de Noticias” dedicou sua primeira página quase que inteiramente à notícia da morte de Mahatma Gandhi. Entre as manchetes, estão “Içada a meio mastro a bandeira das Nações Unidas”, “Nehru anuncia que será cremado o corpo de Gandhi” e “Líder venerado de 400 milhões de indianos”. Para ler as matérias na íntegra, acesse: http://memoria.bn.br/DocReader/093718_02/37174

#FBN #BibliotecaNacional #Gandhi #MahatmaGhandi #BN #Índia

Ver o post original

 
 

FBN | 27 de janeiro de 1832: nasce Lewis Carroll

blogdabn

alice

Charles Ludwidge Dogson, mais conhecido pelo seu pseudônimo ‘Lewis Carroll’, nasceu em Daresbury, Inglaterra, em 27 de janeiro de 1832.  Matemático e escritor, estudou Universidade de Oxford, no Reino Unido, e aos 22 anos já era professor da universidade. Ele ensinou geometria, álgebra e lógica durante anos, escrevendo, inclusive, livros sobre o assunto.  Na época em que lecionava, conheceu Henry Liddell, que veio a ser um grande amigo. Liddell era pai de Alice, fonte de inspiração para seu trabalho mais conhecido: Alice no País das Maravilhas.

alice2

Em homenagem a Lewis Carroll, a Fundação Biblioteca Nacional disponibiliza a edição de 19 de junho de 1952 da revista ‘A Scena Muda’, que traz uma matéria sobre a adaptação de “Alice no País das Maravilhas” para o filme musical: http://memoria.bn.br/docreader/084859/56622

Acesse as outras publicações de “A Scena Muda” em http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/

#FundaçãoBibliotecaNacional#Literatura #LewisCarroll #BibliotecaNacional #AliceNoPaísdasMaravilhas

Ver o post original

 
 

FBN | 27 de janeiro de 1832: nasce Lewis Carroll

blogdabn

alice

Charles Ludwidge Dogson, mais conhecido pelo seu pseudônimo ‘Lewis Carroll’, nasceu em Daresbury, Inglaterra, em 27 de janeiro de 1832.  Matemático e escritor, estudou Universidade de Oxford, no Reino Unido, e aos 22 anos já era professor da universidade. Ele ensinou geometria, álgebra e lógica durante anos, escrevendo, inclusive, livros sobre o assunto.  Na época em que lecionava, conheceu Henry Liddell, que veio a ser um grande amigo. Liddell era pai de Alice, fonte de inspiração para seu trabalho mais conhecido: Alice no País das Maravilhas.

alice2

Em homenagem a Lewis Carroll, a Fundação Biblioteca Nacional disponibiliza a edição de 19 de junho de 1952 da revista ‘A Scena Muda’, que traz uma matéria sobre a adaptação de “Alice no País das Maravilhas” para o filme musical: http://memoria.bn.br/docreader/084859/56622

Acesse as outras publicações de “A Scena Muda” em http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/

#FundaçãoBibliotecaNacional#Literatura #LewisCarroll #BibliotecaNacional #AliceNoPaísdasMaravilhas

Ver o post original

 
 

FBN | Série Documentos Literários – Páginas de Balzac

blogdabn

balz

A Série Documentos Literários, contribuição da Divisão de Manuscritos, apresenta uma carta e um impresso com correções manuscritas feitas pelo escritor francês Honoré de Balzac.

Balzac (Tours, 20 de maio de 1799 – Paris, 18 de agosto de 1850) foi um célebre escritor francês, reconhecido por sua vasta produção e pela profunda análise da natureza humana de seus contos e romances. A análise balzaquiana, refletida na sociedade francesa, partia de um espírito ao mesmo tempo científico e filosófico.

Além de escritor, de quem se conta ter atravessado inúmeras madrugadas escrevendo à luz de velas e tomando xícara após xícara de café, Balzac foi também editor, impressor e proprietário de uma fábrica de tipos para impressão, comprada de Joseph-Gaspard Gillé em 1827. A empresa não deu certo, e o artista voltou a seu ofício inicial, mas a experiência foi registrada no romance “Ilusões Perdidas”, em que um dos protagonistas é um…

Ver o post original 186 mais palavras

 
 

FBN | 25 de janeiro de 1947 – morre Al Capone

blogdabn

alca1
Em 27 de janeiro de 1947, o jornal “A Noite” divulgou em sua primeira página a seguinte notícia: A MORTE DO “REI DO CRIME” – Al Capone, o mais famoso dos “gangsters”, vítima de um insulto cardíaco — A história dramática do homem que não tinha inimigos, porque os matara a todos a tiros de metralhadora — Desapareceu aos 48 anos, em sua luxuosa residência de Miami Beach.

Al Capone no momento de sua prisão, em 1940. Al Capone no momento de sua prisão, em 1940.

Leia a matéria completa e conheça mais sobre Al Capone em: http://memoria.bn.br/docreader/348970_04/44502

Outras edições do jornal A Noite podem ser acessadas na Hemeroteca Digital, em: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/

#FBNnamidia
#fundacaobibliotecanacional
#bibliotecanacional#história #AlCapone #Gangster
#25dejaneiro

Ver o post original

 
 

Brasiliana Fotográfica | São Paulo sob as lentes do fotógrafo Guilherme Gaensly

blogdabn

Guilherme Gaensly. A imagem zero. Obras na Rua 25 de Março, 5 de julho de 1899. São Paulo, SP / Acervo da Light Guilherme Gaensly. A imagem zero. Obras na Rua 25 de Março, 5 de julho de 1899. São Paulo, SP / Acervo da Light

A Brasiliana Fotográfica homenageia os 463 anos de São Paulo, a maior cidade da América do Sul e a quarta maior do mundo, com imagens produzidas pelo suíço Guilherme Gaensly (1843 – 1928). Ele nasceu em Wellhausen, cantão de Thurgau, e foi para Salvador, na Bahia, aos 5 anos de idade. Em 1871, após um período de aprendizado no ateliê de Alberto Henschel (1827 – 1882) na capital baiana, estabeleceu-se como fotógrafo. Destacou-se como retratista e como fotógrafo de paisagens urbanas e rurais. Em 1882, Rodolpho Lindemann (c. 1852 – 19?) tornou-se seu sócio e, em 1894, a próspera empresa Gaensly & Lindemann abriu uma filial em São Paulo, onde Gaensly foi morar.

Continue lendo em: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=7260

#fundacaobibliotecanacional
#bibliotecanacional #FBNnamidia     …

Ver o post original 10 mais palavras

 
 

FBN | 15 de janeiro de 1915 – nasce Maria Lenk, primeira mulher brasileira nas olimpíadas

blogdabn

lenk

Maria Emma Hulga Lenk Zigler foi a primeira mulher brasileira e sul-americana a participar dos Jogos Olímpicos.

Segundo registros do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), nos jogos olímpicos de Los Angeles, em 1932, dos 82 atletas que integravam a delegação brasileira, havia apenas uma mulher. Por questões financeiras, somente 67 atletas da delegação participaram dos jogos pois  “para cada passageiro que deixasse o navio Itaquicê, em que viajaram durante um mês, as autoridades locais cobravam um dólar. Como os recursos eram escassos, os organizadores decidiram que só desceriam os que tinham chances de medalha.

A participação feminina foi da nadadora Maria Lenk, que aos 17 anos, a primeira sul-americana em uma competição olímpica. Ela nadou em três provas: 100m livre, 100m costas e 200m peito.

Sem títuloLenk

Em 1942, Maria Lenk resolveu parar de competir para se dedicar a criação da primeira escola de educação física do Brasil, na Universidade Federal do Rio de…

Ver o post original 100 mais palavras

 
 
 
%d blogueiros gostam disto: