RSS

Arquivo da categoria: Datas

Acontecimentos que valem a pena ser lembrados e relembrados.

Smash the cake!

Era uma vez um bolo…

Essa história começou com a aproximação do aniversário de um ano da Bebel, no próximo dia 19. A ideia foi de nossa mega amiga e fotógrafa oficial, Mariana, a quem submetemos a um regime próximo da escravidão, sem folga de sua câmera nas datas importantes. Enfim, foi ela quem sugeriu um ensaio fotográfico “smash the cake”, em que a aniversariante ganha o direito de fazer o que quiser com seu bolo de aniversário.

Desejo secreto de muitos adultos que estavam presentes na sessão de fotos, o bolo foi carinhosamente preparado pela super confeiteira, tia Paula. Um bolo lindo! Deu pena do estado dele ao final…

Enfim, o dia começou prometendo no churrasco organizado pelo Tio Felipe. A quase aniversariante, que está praticamente uma caminhante em plenas funções, chegou querendo bagunça. Esse é sempre seu estado de espírito quando encontra as primas. Destaque para a falta da prima Bia, que teria adorado o que fizeram com o bolo. Quem sabe o outro faltante, o primo Micael, não se anima?

A farra estava se formando. Bebel brincou com um megafone, foi virada de cabeça pra baixo.

IMG_4850

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_4863

 

IMG_4860

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Além de todos os pães de queijo amassados e consumidos, ainda queria andar de patinete!

IMG_4872

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_4864

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E então chegou o momento. Era uma vez um bolo…

IMG_4896

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E uma menina que estava tímida em destruir algo tão lindo!

IMG_4897

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É sério? Pode mesmo? Vocês estão me enganando…

IMG_4908

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Só queria cantar “Parabéns”!

IMG_4917

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Precisou de um empurrãozinho.

IMG_4918

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas depois foi se soltando.

IMG_4934

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_4938

 

 

 

 

 

 

 

Chamou a todos pra bagunça.

IMG_4949

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_4989

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tinha bolo até nos pés!

IMG_5009

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_5013

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A farra foi aumentando…

IMG_5034

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_5047

 

 

 

 

 

 

 

 

Vem, Malu!

IMG_4951

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

De cara no bolo!

IMG_5113

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_5129

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas não ficou sem dar o troco na Duda…

IMG_5158

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

… que mesmo cheia de bolo nos cílios, manteve a pose “Lady Mary Crawley”.

IMG_5173

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cacá também não escapou.

IMG_5186

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E cá entre nós, nenhuma delas queria escapar!

IMG_5104

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_5084

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Será que agora eu posso comer um pedacinho em paz?

IMG_5212

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_5219

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais um “Parabéns”…

IMG_5202

 

 

 

 

 

 

 

 

Farra final!

IMG_5241

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E era uma vez um bolo.

IMG_5247

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um super obrigada a todos que participaram da bagunça com a gente,                                                         em especial para a tia Paula e a tia Mariana!

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 11/06/2013 em Bebel, Datas, Fotos

 

Tags: , , ,

Primeiro dia das mães

Esse post precisa de duas explicações, logo no início.

Tecnicamente, esse foi meu segundo dia das mães. Ano passado, Bebel já estava bem grande na barriga.

Depois, eu queria muito escrevê-lo, e por isso a postagem, mesmo com tanta demora.

Voltando ao assunto.

Diz-se muito acerca da maternidade. Algumas dizem que você percebe que é mãe na primeira mamada, outras quando se coloca o bebê no colo pela primeira vez, quando se toca nele ainda na sala de parto. Há ainda as mais apressadinhas, que garantem se sentirem mães naquela primeira mexida que sentimos, e que, na verdade, é uma pequena cócega.

Mas pouco se fala sobre a responsabilidade das creches e escolas em nos sentirmos mães.

Quase chorei na sexta-feira que antecedeu o dia das mães, quando Bebel me recebeu na escola com o presente que havia feito. Ela nem andava, mas já havia feito um presente para mim.

Primeiro presente de dia das mães

Primeiro presente de dia das mães

Na terça-feira que se seguiu ao domingo das mães, fomos à Festa da Família. Gostei do nome. Não me senti desprestigiada por não se chamar Festa das Mães. Ao contrário, achei muito gentil e agregador. Logo na chegada, indicaram que fossemos ver os murais de homenagens com a foto de todos os fofinhos do Berçário 1.

Painel de homenagem da turma do Berçário 1.

Painel de homenagem da turma do Berçário 1.

A Festa da Família em comemoração ao Dia das Mães também nos mostrou algo mais, nos tranquilizou com relação ao fato de deixarmos a Bebel cinco horas por dia sob a responsabilidade de outras pessoas. Se já víamos o carinho e o cuidado com que ela é tratada todos os dias, a festa foi mais um exemplo disso. Pudemos ver a farra que as professoras fizeram com as crianças e o cuidado em preparar uma apresentação com bebês que mal ficam de pé.

As tias se preparando para entrar no palco com as crianças

As tias se preparando para entrar no palco com as crianças

Confesso que quando recebi o convite da festa e o pedido de que as crianças fossem com uma blusa branca para a apresentação, fiquei confusa. As mães do Berçário 1 sabiam que não dá pra pedir muito de crianças com menos de um ano. 

A apresentação ao som de "Como é grande o meu amor por você".

A apresentação ao som de “Como é grande o meu amor por você”.

Mesmo com alguma dispersão e um ou outro chorinho, a apresentação foi muito legal.

Bebel tentando comer o enfeite da roupa.

Bebel tentando comer o enfeite da roupa.

Com uma ajudinha – ou muita – das professoras, todos os bebês se comportaram e ficaram até o fim. Balançando ao som da música e posando para as fotos. Abrindo sorrisos.

Bebel se animando...

Bebel se animando…

E essa é uma daquelas horas em que você realmente se dá conta: sou mãe. “Aquela fofura fazendo bagunça ali no palco é minha filha.” E você vai gostar de toda coreografia que ela fizer, certa ou errada. Vai ser sempre perfeito!

Curtindo.

Curtindo.

Você vai deixar ela amassar todinho o coração que ela fez pra te dar (sem metáforas) e amar cada bobagem, mesmo precisando respirar fundo quando perder a paciência. Vai até mesmo levar numa boa que você a tenha  carregado por nove meses, e ela ser a cara do pai!

Pose com o papai.

Pose com o papai.

 
1 comentário

Publicado por em 11/06/2013 em Bebel, Datas, Fotos

 

Tags: , ,

100o Aniversário de Mary Leakey

100º Aniversário de Mary Leakey

Mary Leakey nasceu há cem anos

Reconhecida pelos seus trabalhos de arqueologia e antropologia a investigadora ajudou a perceber a evolução humana

2013-02-06
Mary Leakey foi uma das investigadoras mais importantes do século XX

Arqueóloga, antropóloga e aventureira, Mary Leakey nasceu há 100 anos, em Londres. Uma das cientistas mais importantes do século XX, lançou preciosas luzes sobre as origens do ser humano. Destacou-se com a descoberta do primeiro fóssil do esqueleto de procônsul, um primata que poderá ser antepassado dos hominídeos.

Ficou também conhecida pelas suas escavações, juntamente com o seu marido Louis Leakey, na garganta de Olduvai (Tanzânia) e por ter desenvolvido um sistema de classificação dos instrumentos de pedra lá encontrados, a primeira indústria lítica dos hominídeos do período Paleolítico Inferior. Foi também ela que descobriu as pegadas de hominídeo que se tornaram conhecidas como pegadas de Laetoli.

Mary Leakey, que morreu no Quénia com 83 anos, era filha do pintor paisagista Erskine Edward Nicol e de Cecilia Marion Nicol. Devido ao ofício do pai, viajou muito durante a infância, tendo a família acabado por se instalar em França.

Com apenas 12 anos, começou a escavar uma gruta perto do sítio onde morava. O seu interesse pela pré-História foi crescendo. Começou a coleccionar e a desenhar objectos pré-históricos, criando também sistemas de classificação.

Em 1932, o seu trabalho como ilustradora chamou a atenção da arqueóloga Gertrude Caton–Thompson, que a convidou para a acompanhar nas suas escavações. Como ilustradora e arqueóloga amadora, participou em diversas expedições, numa das quais conheceu Louis Leakey.

O casal teve três filhos, que passaram a maior parte da infância em sítios arqueológicos. Em 1960, Mary tornou-se directora das escavações na garganta de Olduvai. Com a morte do marido, em 1972, Mary e os filhos não deixaram o interesse pela arqueologia. Mary Leakey, que dizia sentir-se melhor numa tenda do que numa casa, trabalhou incansavelmente até uma idade avançada.

Quando morreu, em 1996, era uma paleoantropóloga reconhecida tanto pelos seus trabalhos de investigação, como pelo contributo que deu à carreira do marido e dos filhos. Um deles, Richard Leakey, é actualmente um conceituado paleoantropólogo.

Na homenagem que a Google faz hoje à investigadora (num doodle), podem ver-se os seus animais de estimação – dois dálmatas – a acompanharem-na na descoberta das pegadas de Laetoli.

Fonte: http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=56928&op=all
 
Deixe um comentário

Publicado por em 06/02/2013 em Datas, Doodles

 

Tags: ,

Minha casa, nossa casa.

ATENÇÃO: ALERTA DE PIEGUICE TOTALMENTE NECESSÁRIA!

“Amar é mudar a alma de casa”,
é ter no outro, nosso pensamento.
Amar é ter coração que abrasa,
amar, é ter na vida um acalento.

Amar é ter alegria que extravasa,
amar é sentir-se no firmamento.
“Amar é mudar a alma de casa”,
é ter no outro, nosso pensamento.

Amar, é aquilo que embasa,
é ter comprometimento.
Amar é, voar sem asa,
e porque amar é acolhimento,
“amar é mudar a alma de casa”

(Mário Quintana, in: Apontamentos de História Sobrenatural)

PARABÉNS PARA O MEU AMOR, A MINHA CASA: DANIEL.
COMEMORANDO 30 ANOS COM A CASA QUE AGORA NÓS DOIS HABITAMOS: BEBEL.
18 – 10 – 2012
 
2 Comentários

Publicado por em 19/10/2012 em Bebel, Datas, Fotos

 

Tags: , , ,

3 meses!

 

 

 

 

Bebel hoje completou 3 meses! Para comemorar, uma roupa apropriada para as amenas temperaturas de fim de inverno… 40 graus!

 

Como ainda não pode comer bolo e brigadeiro, a alegria de hoje foi tirar a fralda. Olha a felicidade…

…Enquanto batia um papo com as corujas da decoração!

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/09/2012 em Bebel, Datas, Fotos

 

Tags: , ,

Dia do Historiador

19 de agosto: Dia do Historiador.

Um historiador é um indivíduo que estuda e escreve sobre a história e é considerado uma autoridade neste campo.[1] Historiadores se preocupam com a narrativa contínua e metódica, e também com a narrativa que pode ser descontínua e subjetiva, bem como a pesquisa dos eventos passados relacionados ao ser humano, e o estudo dos eventos ocorridos ao longo do tempoe também no espaço. Embora o termo historiador possa ser usado para descrever tanto os profissionais quanto os amadores da área, costuma ser reservado para aqueles que obtiveram umagraduação acadêmica na disciplina.[2] Alguns historiadores, no entanto, são reconhecidos unicamente com mérito em seu treinamento e experiência no campo.[2] Tornou-se uma ocupação profissional no fim do século XIX.

Heródoto (século V a.C.), um dos primeiros historiadores cuja obra sobreviveu até os dias de hoje.

Ou em uma versão mais romântica:

Historiador

Veio para ressuscitar o tempo
e escalpelar os mortos,
as condecorações, as liturgias, as espadas,
o espectro das fazendas submergidas,
o muro de pedra entre membros da família,
o ardido queixume das solteironas,
os negócios de trapaça, as ilusões jamais confirmadas
nem desfeitas.

Veio para contar
o que não faz jus a ser glorificado
e se deposita, grânulo,
no poço vazio da memória.
É importuno,
sabe-se importuno e insiste,
rancoroso, fiel.

Carlos Drummond de Andrade, in ‘A Paixão Medida’

Parabéns para mim! E para os dois meses que Bebel completa hoje! E para meu avô que já passou das 70 primaveras…!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20/08/2012 em Bebel, Datas

 

Tags: , ,

Feliz Dia dos Pais!

“Os nossos pais amam-nos porque somos seus filhos, é um facto inalterável. Nos momentos de sucesso, isso pode parecer irrelevante, mas nas ocasiões de fracasso, oferecem um consolo e uma segurança que não se encontram em qualquer outro lugar.” (Bertrand Russel)

Parabéns, pai! Te amo!

É comum a gente sonhar, eu sei

Quando vem o entardecer
Pois eu também dei de sonhar
Um sonho lindo de morrer

Vejo um berço e nele eu me debruçar
Com o pranto a me correr
E assim, chorando, acalentar
O filho que eu quero ter

Dorme, meu pequenininho
Dorme que a noite já vem
Teu pai está muito sozinho
De tanto amor que ele tem

De repente o vejo se transformar
Num menino igual a mim
Que vem correndo me beijar
Quando eu chegar lá de onde vim

Um menino sempre a me perguntar
Um porquê que não tem fim
Um filho a quem só queira bem
E a quem só diga que sim

Dorme, menino levado
Dorme que a vida já vem
Teu pai está muito cansado
De tanta dor que ele tem

Quando a vida enfim me quiser levar
Pelo tanto que me deu
Sentir-lhe a barba me roçar
No derradeiro beijo seu

E ao sentir também sua mão vedar
Meu olhar dos olhos seus
Ouvir-lhe a voz a me embalar
Num acalanto de adeus

Dorme, meu pai, sem cuidado
Dorme que ao entardecer
Teu filho sonha acordado
Com o filho que ele quer ter

(O Filho que eu quero ter – Vinicius de Moraes)

De Bebel para Daniel.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12/08/2012 em Bebel, Datas

 

Tags: , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: